Início Sobre Contato Portfólio

domingo, 30 de agosto de 2015

3 Formas de "Matar" um Processo no Linux




Quem esta acostumado com o velho "Ctrl+Alt+Del" do Windows não sabe o que é "Kill" do Linux. Literalmente hoje você irá aprender 3 formas simples de encerrar um programa no Linux. Estarei utilizando o Ubuntu, porém certamente os comandos irão funcionar no Linux Mint, Fedora, Debian e derivados.

Antes de sair executando o comando vamos saber pelo menos o básico de como é o funcionamento e comunicação dos processos entre si.  Existem diversas formas de um processo fazer a comunicação também conhecido com IPC. Estas formas de comunicação se referem a processos em execução na mesma máquina, o que não inclui sockets ou RPC (são para comunicação entre máquinas distintas).
Abaixo citei 3 formas:

a) por memória compartilhada: através de diretivas shm* pode-se disponibilizar uma área de memória comum à vários processos. Simples: quando um processo quer enviar dados ao outro, põe na memória.

b) pipes: um método muito interessante onde se cria um canal bidirecional na tabela de descritores, como se fosse arquivo, mas não é (e não tem I/O). Quando você faz um ls -la | sort está usando pipe!

c) sinais: quando um processo quer sinalizar algo a outro processo. Ao contrário das demais nesta não se envia dados mas apenas um valor numérico.



No comando de hoje vamos trabalhar com sinais. Vamos passar um sinal para o processo em questão para que através da recepção do sinal ele executará o que o mesmo tem como missão.

Exemplo:

Sinal -1  = informa que deverá ser feito a reinicialização do processo

Sinal -15 = pede educadamente que o processo encerre

Sinal -9 = "mata" o processo, caso ele não respeite o que foi pedido pelo sinal 15 (anterior).



Então vamos ver na prática como finalizar um processo no Linux ...






Início Sobre Contato Portfólio
Copyright © 2013 - 2017 Blog Flávio Dicas